Marca Artesanato No Lar - Aline Branco

Corrija 3 grandes erros que acabam com a maioria das suas vendas de artesanato pela internet

Corrigir é crescer. Melhorar é sempre bom. Pode ser que você não cometa todos esses erros, ou que os cometa em partes. Não importa. Não foque no quanto erramos. Apenas corrija os erros em vendas de artesanato pela internet e aproveite os benefícios que isso trará. Os erros ficarão para trás e nossas vendas irão aumentar, isso é que vale!

1º erro: não caprichar nas fotos.

Pela internet o cliente não vê o que você vê, só o que você posta. Pessoalmente o cliente pode pegar no artesanato, sentir a qualidade, virar a peça para observar os detalhes, admirar seu bom acabamento e etc. Na internet, se você não postar fotos estratégicas, o cliente não poderá ver nada disso. Apenas terá uma visão geral da peça, saberá mais ou menos como é o seu artesanato. Então capriche!

Prefira tirar fotos de dia, luz é tudo em fotografia. Não tire apenas uma foto. Dê uma viradinha na peça para mostrar todos os detalhes. Tire uma foto mais de perto para mostrar o bom acabamento. Em breve pretendo colocar artigos só de dicas de fotografia, o que vocês acham?

2º erro: achar que só fotos bonitas são suficientes para vender seu artesanato.

Sim, boas fotos são fundamentais na internet, mas acompanhar com um bom texto faz toda a diferença. Lembre de todas as vezes em que o cliente estava na sua frente, numa feira ou em algum lugar onde você estivesse expondo seus produtos e ele se interessou por algum artesanato. Quantas vezes esse cliente comprou sem ter perguntado nada? Eles sempre têm alguma dúvida, sempre perguntam antes de comprar.

Na internet não é diferente. Cliente é sempre cliente, presencialmente ou online não faz diferença. Aproveite essa experiência para criar seus textos. Neles não podem faltar as respostas das perguntas mais frequentes.

3º erro: um texto apenas descritivo, sem seu diferencial.

Parabéns, você já coloca um texto junto com suas fotos. Isso já é um bom passo. Mas a maioria coloca apenas uma descrição do produto. Por exemplo, boneca de pano feita em tricoline com cabelos de lã, olhos pintados a mão e vestido de renda. Tudo bem que a maioria capricha nessa descrição. Mas é importante colocar o seu diferencial. O que o seu produto tem de especial, de diferente.

Por exemplo, você só usa seda pura, ou sua pintura é sempre bem colorida, ou suas bonecas possuem expressões em suas faces, ou você usa algum material importado, ou você é detalhista por isso suas peças são cheias de pequenos adornos, ou você é perfeccionista e acabamento é o seu forte, ou sei lá… 🙂 Você sabe no que você se destaca. Você coloca isso no seu texto?

O seu diferencial vende! Várias pessoas oferecem o mesmo tipo de artesanato que você, mas do jeitinho que você faz, só você. Isso é um dos encantos de qualquer artesanato, não é como os produtos industrializados onde tudo é sempre igual.

Se você gostou desse artigo e acha que ele pode ajudar outras artesãs, compartilhe à vontade. Compartilhe com suas amigas e artesãs que você conheça. Quanto mais pessoas a gente puder ajudar, melhor, né?

Autor: Aline Branco
Erros comuns em vendas de artesanato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se

Você será avisada sobre todas as novidades.

/ ( mm / dd )

E-mail:
aline@artesanatonolar.pt

Vila Nova de Gaia
Porto - Portugal

Selecione sua moeda
EUR Euro
BRL Real brasileiro